Des Nouvelles

Blog de l'Alliance Française de Natal, Brésil

Francesa de alma e coração

Imagem

Tereza Ratis, um dia na sua vida profissional e pessoal, chegou a uma encruzilhada e escolheu partir à aventura e descoberta de novos caminhos. Publicitária desde muito nova, sem medo de inovar, decidiu por tirar uma licença sabática de três anos e, aos 35 anos, apaixonou-se pela ideia de conhecer a França, mergulhando de alma e coração em uma jornada de aprendizagem e auto-conhecimento pelas terras gaulesas.

Com o que descobriu, encantou-se irremediavelmente pelo savoir vivre dos franceses e, naturalmente, abraçou a França como seu país, modificando irreversivelmente o seu jeito de estar na vida. Em primeira pessoa, descubra com a Tetê o que é viver na França, o que é VIVER A FRANÇA!

“Você jamais será o mesmo após aprender a perceber as coisas à la francesa. Voilà!”

Imagem

« Fui publicitaria por 16 anos. Comecei cedo, aos 19. Cursei letras, na UFRN, mas não conclui o curso. Tinha 35 anos quando resolvi largar tudo e pegar três anos sabáticos e chegar aqui na França, com uma única proposta na cabeça: me deixar seduzir por ela. E não precisou muito. Em pouco tempo, já me dizia que aqui eu tinha achado algo que eu não sabia, mas que me faltava. Eu me sentia, cada vez mais, completa. Vim estudar a língua, mas acabei foi estudando a vida. E aprendi mais sobre mim desde que estou aqui do que em 35 anos que vivi antes, no Brasil.

O meu primeiro contato com a língua francesa foi a partir da minha chegada aqui na França, no dia 31 de julho de 2007, aos 35 anos. E o que me fez decidir pela França: primeiramente o fato de eu saber da imensa riqueza cultural do pais e conhecê-la muito pouco.

Pra mim, a França é um livro antigo, lido quase sempre do fim do começo, mas às vezes do começo em direção ao fim. Uma leitura que nunca vai terminar nem parar de me surpreender. A França é inesgotavelmente rica em cultura. O savoir-faire, o savoir-vivre, a cultura de cada item de sua gastronomia e os seus porquês, seus aromas, o idioma de Molière… Seus pensadores, seus escritores e seus mundos, seus sotaques. A sutileza e a polidez do povo francês.

Nantes é o meu lugar. Meu coração esta aqui. Foi amor à primeira vista. Desde os primeiros dias, quando eu saia às ruas sem saber dizer uma palavra sequer – de forma inteligivel – eu já me sentia fazendo parte dela. A acolhida como estrangeira, a curiosidade mútua e a troca com os franceses que são particularmente seduzidos, curiosos, encantados com o Brasil. Falar a frase: sou brasileira ou venho do Brasil, é certeza de ganhar simpatia.

tete3

Vivo em uma cidade relativamente grande, mas com um tamanho humano. Grande, sem influenciar negativamente nas relações e no modo de vida das pessoas. Nantes é a sexta maior cidade francesa, e conhecidíssima pela sua vida cultural (a quantidade de festivais culturais – cinema, musica, artes plásticas é gigantesca) e nas reformas constantes para a melhoria de sua estrutura, para tornar-se mais e mais funcional para a população.

Somos um interminável campo de obras. Melhoramos a cada dia. Temos o quinto melhor hospital e a segunda melhor clínica pública de toda a França, somos a Capital Verde da Europa 2013, somos a terra de Julio Verne, do Royal de Luxe (maior companhia de marionetes gigantes do mundo); somos cortados pelo principal rio da França: o Loire. Somos a terra de Anne de Bretagne (rainha mais amada de toda a França) – ela nasceu no Château des Ducs de Bretagne, uma maravilha que fica a dois quarteirões de onde moro.

Nantes é moderna e precursora em diversas áreas: foi aqui que foi criado o primeiro tramway francês: o bondinho. Em Nantes fica uma das duas « Cités radieuses » criadas por Le Corbusier, e eu a vejo a partir da minha janela, varias vezes por dia. Nantes é a capital da Região Pays de la Loire. Terra de excelentes vinhos e castelos…

tete4

Eu poderia passar um dia inteirinho falando das vantagens, qualidades e particularidades de Nantes e teria muito a contar! Daí já dá para se ter uma noção do quanto sou apaixonada e orgulhosa por viver nesta terra encantada e PERFEITA!

Se eu puder dizer algo para alguém que vem passar um tempo neste pais maravilhoso, eu digo: esvazie o peito e traga apenas o necessário nele. Abra este peito e deixe a França entrar nele. Viva a França e aproveite muito cada minuto. Vai existir um você antes e um depois desta experiência. Ainda não conheci alguém que não tenha saído daqui apaixonado, encantado, super enriquecido com o contato com esta cultura única, onde tudo – até o aparentemente simples e banal – tem uma explicação genial, plausível, profunda e inteligente para ser como é. Você jamais será o mesmo após aprender a perceber as coisas à la francesa. Voilà!

Laisser un commentaire

Entrez vos coordonnées ci-dessous ou cliquez sur une icône pour vous connecter:

Logo WordPress.com

Vous commentez à l'aide de votre compte WordPress.com. Déconnexion / Changer )

Image Twitter

Vous commentez à l'aide de votre compte Twitter. Déconnexion / Changer )

Photo Facebook

Vous commentez à l'aide de votre compte Facebook. Déconnexion / Changer )

Photo Google+

Vous commentez à l'aide de votre compte Google+. Déconnexion / Changer )

Connexion à %s

%d blogueurs aiment cette page :