Des Nouvelles

Blog de l'Alliance Française de Natal, Brésil

Francofonia na primeira pessoa

Nasceu a 14 de julho, o que influenciou os seus pais na escolha do seu nome e talvez no seu próprio destino: ensinar a língua de Descartes. Isabele Benevides é a cara da dedicação ao idioma e transmite, em primeira pessoa, uma paixão acentuada pela francofonia. O Des Nouvelles abre este espaço para o relato de uma francófona incurável.

bele1_dn_agosto

Professora de francês por paixão e vocação, psicóloga de formação, atualmente cursando letras na UFRN, Isabele benevides ensina na Alliance Française de NATAL desde 2010.

 

Descobri a língua francesa aos 14 anos quando a estudei pela primeira vez, através de um convite da minha irmã Cibele Benevides, em uma escola de Natal. Desde então sempre me envolvi com idiomas latinos, aprendi italiano (também atuo como professora deste idioma), mas foi a língua francesa a grande responsável pela minha mudança de área de atuação.

Nasci no dia 14 de julho, fato este que determinou a decisão dos meus pais em me dar um nome francês com grafia brasileira, além das inesquecíveis recordações da minha infância em que ouvia “Et maintenant” de Gilbert Bécaud e “Comme d’habitude” de Claude François aos domingos. Acredito que estes pequenos detalhes me encaminharam em direção ao idioma mais pleno de sonoridade, beleza e riqueza desse mundo.

Quando me formei em Psicologia pela UFRN em 2000 fui estudar na França durante um ano. Morei em Strasbourg e em seguida, na Guiana Francesa. “Mergulhei de cabeça” no idioma francês e quando voltei ao Brasil comecei a dar aulas particulares por insistência de alguns amigos. Neste momento me descobri enquanto professora e percebi que através das aulas conseguia instituir nas pessoas a condição de “sujeito ativo” na interação com os outros falantes da língua de Molière durante viagens à França, cursos, e projetos pessoais em geral. Percebi então que poderia ser responsável pelas conquistas dos alunos durante as suas interações com o mundo francófono.

Quando a gente viaja e não fala o idioma local se tem um aproveitamento mínimo dos aspectos socioculturais do lugar, das percepções e do aprendizado que a experiência interativa nos oferece e além disso, o fato de não conseguir interagir nos deixa de certa forma numa condição de frustração e de passividade. Visitar a França sendo apenas um espectador nos reduz a mera condição de admirador visual. Quando se aprende o francês é possível apreender não somente um idioma, mas muito além disso, se aprende um modo de ser, de pensar e de estar no mundo. Ao aprender francês abrimos horizontes pessoais e profissionais.

Imagem

Hoje em dia, falar inglês se tornou artigo obrigatório entre os jovens, portanto quando adquirimos um novo idioma, nos diferenciamos e ampliamos as possibilidades no campo pessoal e profissional.

O francês é considerado a língua da cultura. Quando estudamos francês embarcamos numa viagem cultural no mundo das artes, da história, da moda, da gastronomia, da arquitetura e da ciência. Aprender a língua francesa significa também ter acesso, em versão original, a uma vasta produção cinematográfica, aos textos dos grandes escritores franceses, como Victor Hugo e Marcel Proust, e ainda, ler sem traduções que alteram a beleza e o sentido da produção de poetas importantes como Charles Baudelaire e Jacques Prévert. É a língua de grandes filósofos como Descartes e Jean Paul Sartre e de cientistas mundialmente influentes como Pierre e Marie Curie e Pasteur.

Durante anos a Aliança Francesa de Natal acolhe um número importante de alunos jovens e adultos destinados a embarcar na viagem cultural francófona que nos permite adquirir autonomia e o desenvolvimento de um espírito crítico. Particularmente me sinto muito feliz por fazer parte desse cenário e por gerar nas pessoas a curiosidade e a motivação para transpor fronteiras.

Quem é Isabele Benevides.
Canceriana, nascida a 14 de Julho, dia da França, formou-se em psicologia pela UFRN. Professora da Aliança Francesa de Natal desde 2010, dá aulas de francês também no Colégio Ciências Aplicadas e no PRONATEC. Atualmente, cursa letras na UFRN.

Comida favorita: cozinha mediterrânea
Música favorita: Je serai là – Teri moïse
Bebida favorita: café
Filme favorito: Cinema Paradiso (italiano) e minhas tardes com Margheritte / La tête em friche – Francês)

Quer aprender francês com Isabele?
Informe-se na nossa secretaria sobre turmas e horários.

 

2 commentaires sur “Francofonia na primeira pessoa

  1. Maravilha!
    isabele uma potiguar bem francesa.

  2. Fabio Magno
    2013/10/24

    J’ai de la chance. Je remercie à dieu par la opportunité de être la Madame Isabele Benevides avec ma professeure.
    Félicitations à l’Alliance Française. Ce professeure est Super.
    Fabio Magno

Laisser un commentaire

Entrez vos coordonnées ci-dessous ou cliquez sur une icône pour vous connecter:

Logo WordPress.com

Vous commentez à l'aide de votre compte WordPress.com. Déconnexion / Changer )

Image Twitter

Vous commentez à l'aide de votre compte Twitter. Déconnexion / Changer )

Photo Facebook

Vous commentez à l'aide de votre compte Facebook. Déconnexion / Changer )

Photo Google+

Vous commentez à l'aide de votre compte Google+. Déconnexion / Changer )

Connexion à %s

%d blogueurs aiment cette page :